02 março, 2009

Quando a bendita falta, restam estrelas



Estou numa fase sem criatividade. Por isso o Blog ficou meio abandonadinho. Sinceramente, eu tinha pensado no post ideal, mas como sempre, me esqueci completamente. Pra variar, não anotei, ou se anotei, não ligo a mínima para o local onde coloquei a tal notinha. Agora vou encher vocês com a minha ladainha de trivialidades. Poderia falar do tempo, mas acho meio banal demais. Se bem, que em vários e vários dias, essa foi a primeira noite em que o céu ficou realmente estrelado. Na verdade, o que chamou minha atenção inicialmente foi a lua, que estava particularmente linda. Mas minha atenção foi desviada para pontinhos mais distantes quando meu irmão observou que o céu estava realmente estrelado. Foi uma visão em dias. Até que valeu a pena.


Estrelas são sempre bem-vindas, ainda mais as cadentes, que, miticamente (eu ia escrever 'teoricamente' mas isso está mais pra crença do que para teoria, né) nos concedem um desejo. Eu ia gostar muitíssimo de receber um pedido. Mas deixo isso para os mais crédulos de tudo isso. Enquanto isso, tento localizar a estrela que elegi para ser minha quando pequena. Quem nunca fez isso quando era baixinho? Escolher uma estrela no céu para ser sua... O ser humano e seu sentimento de propriedade (complicado). Ela continua lá, o mais incrível é que, mesmo após todos esses anos, eu ainda a reconheça. Vai me conta, aí.

- Onde é que está sua estrela, e se pudesse fazer um pedido qual seria? -

O que a falta de criatividade e do que fazer não fazem com as pessoas, não é mesmo. Mas a minha mente anda ocupada com outras coisas, ultimamente. Nada que seja de grande relevância pra você, óbvio. pra mim, é demais, mas tem arrancado minhas melhores idéias. Falar de estrelas até que não foi tão ruim, afinal. Além do mais, rememorar a infância é sempre bem divertido. Horas passadas deitado olhando para o alto e esperando a linda-estrelinha-escolhida piscar para aprovar seu pedido. Quem sabe ainda possamos fazer um pedido, mesmo que seja pequeno. Tente, nunca se sabe ao certo o que poderá acontecer. Talvez um certo encantamento possa reverter-se a seu favor.

- beijoqueridos -

1 comentários:

Péricles Carvalho disse...

Às vezes não temos inspiração pra escrever nada, parece que ocorre um bloqueio total, não sei bem ao certo - é como se permanecêssemos bloqueados por um motivo qualquer, seja este banal ou não. Mas isso incomoda, não há satisfação, poderia tanto criar algo?! Escrever algo!

Não precisa ser nada muito bem elaborado, pode ser apenas impressões, fluxos de uma consciência confusa, louca e sem norte...mas pode ser também uma criação fruto de insatisfações plurais, ou até mesmo descrições cotidianas, triviais...

*um dia eu escrevi isso, hehe. Tenho sérios problemas cm falta de criatividade!

Postar um comentário

 
;