03 março, 2009

Deslumbre/Encanto


Não sei porque, mas hoje me lembrei de uma citação do Edward Cullen (sim, o próprio (L)), protagonista da célebre série Twilight, de Stephenie Meyer. É do primeiro livro, Crepúsculo e também aparece em Midnight Sun, que é a versão do primeiro livro na voz do Edward. No tal momento, Bella e Edward estão sentados em um restaurante, e ele está causando, claro. A garçonete está caidinha por ele.

[risada] Não sei porque mas sempre tenho a impressão de que a garçonete está literalmente babando no Edward nessa cena. [/risada]

Após uma constatação da Bella de que o queridíssimo deslumbra as pessoas, ele fica meio surpreso. É então que se sucede o seguinte diálogo:

"- Eu deixo você deslumbrada? [/Edward]
- Frequentemente - eu admiti [/Bella]"

É claro que no caso específico do Edward, ele sempre vai deslumbrar mais as pessoas do que qualquer um, mas eu associo muito o processo de encantamento ao de deslumbramento. Só que neste último caso, há uma entrega, se é que assim podemos nomear, bem maior. A própria palavra tem um efeito mais arrebatador. É claro que o sentido figurado é sempre bem mais legal.

deslumbrar (do Cast. deslumbrar):
v. tr., ofuscar a vista pela acção de muita luz
fig., maravilhar, assombrar, causar admiração; seduzir, fascinar, perturbar
v. refl., deixar-se seduzir; fascinar-se.

Bom, por essa definição a gente já pode perceber que há um quê de mágica no deslumbramento. Mas o encantamento também não fica atrás.
encantar (do Lat. incantare):
v. tr., exercer encantamento em;seduzir, enlevar, maravilhar; atrair
v. refl., tomar-se de encanto;enlevar-se; maravilhar-se; desaparecer, tornar-se invisível.

Só que nesse caso não há um sentido figurado. Por isso que eu, sinceramente, prefiro muito mais o encantamento, porque permite que as pessoas ainda racionalizem. Quando você fica deslumbrado com algo nunca raciocina direito, e isso, convenhamos, não é lá uma coisa muito legal. Agora que já confundi mais uma vez a cabeça de todo mundo é melhor eu parar, se não vocês entram em colapso, e essa, definitivamente, não é a minha intenção. Quer melhor?

- O que literalmente deslumbra você? -

Eu já me deslumbrei algumas vezes. Vou dar um exemplo, quando fui a Foz do Iguaçú, no Paraná, e visitamos as Cataratas. É uma visão e tanto. Mas, tem pequenas coisas que às vezes nos deslumbram bem mais. Como o sorriso de um certo alguém. Eu disse que ia finalizar, né.

Ok, FIM!

4 comentários:

Dana Malua disse...

Aeeaea! Juh, no Twitter^^!
Vai ser Maaaaara te seguir =D

Acho lindo seu post! Confesso que também prefiro o encantamento... deslumbramento, deixo só pro Edward Cullen!

bjo
=***

Anônimo disse...

"Tenho 2 coisas legais pra dizer hoje. De repente parece-me que a critividade voltou.
Voilà!"

Não voltou.

Paula Falcão disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Esse anônimo é trelante.

o que tenho a dizer:
"Poucas pessoas me encatam".
Mas, sorrisos e trejeitos me deslumbram, de modo geral.

;*

Dana Malua disse...

Fala sério, esse anônimo é a pessoa mais invejosa ever! hauahauahaauh

Tive que voltar só pra comentar. Quer que eu siga o IP dele? Só por curiosidade, vai... hauahauh

bjo
=***

Postar um comentário

 
;