03 janeiro, 2009

Happy New-Year.! \o/

Fim-de-ano, pra mim pelo menos, geralmente é bem chato. Mesmice, sabe como é. Tudo vira uma imensa rotina. Além do mais, logo chega meu aniversário, e esse dia não é lá dos mais felizes. Não que eu tenha problemas com idade, mas geralmente não é um dia muito agradável...

Daí quando seus pais resolvem viajar pra casa daqueles primos que você adora e não vê há décadas, tudo tende a melhorar. Na boa, faz um tempão que não me diverto assim, é pena que uma semana passe tão rápido. Foi tudo muito bom, tirando os momentos de pegação no pé, etc. Mas tudo isso faz parte desses momentos, né. Não tenho do que reclamar. E, além do mais, sair de Goiânia... putz, vale demais.

Agora ainda tenho mais dois longos meses de férias nessa cidade. Espero mesmo que não seja assim tão horrível. Em todo o caso, eu posso fazer visitas :D *aguardem, pessoinhas, logo estarei à porta de alguns, ok*.

Vamos ver o que vai rolar, afinal.

Sobre escolhas e conquistas


E um dia você começa a perceber que a vida não é fácil. Que um dia você vai ter que deixar velhos hábitos, aprender a lidar com outras pessoas, e escolher o que fazer pra sempre. É aí que vem o medo. Ele toma conta de você e, às vezes, faz tudo parecer complicado demais, e perigoso demais. Tudo começa no maldito vestibular... a escolha de uma carreira, a preparação pra ingressar na vida acadêmica, que você sonha te levará a algum lugar.

Alguns não dão sorte desde o início, e não passam no tal processo seletivo. Já outros conseguem ultrapassar essa barreira, mas daí vem a decepção: " - Cara, não era nada do que eu imaginava". Alguns ainda insistem e continuam tentando adaptar-se, outros largam e vão em busca de algo que os realize de verdade. O problema é que, às vezes, nada dá certo, e então aqueles que largaram ficam à margem procurando sempre, sem encontrar. Mas há os que, como eu, ainda acham que estão no curso certo. Amam aquilo que fazem, e não se imaginam fazendo algo além daquilo...

O tempo passa, você conclui o curso, tentando sempre não olhar pra deficiência da faculdade, as limitações dos professores, e as falhas na grade curricular. Tudo poderia ter sido bem melhor e mais vantajoso, todavia você se alegra porque agora é só encarar o mercado de trabalho, conseguir um emprego bem remunerado na área que você gosta e deseja atuar.

Opa.! Tem alguma coisa errada aí.
Quem disse que eles vão te dar tudo isso de mão beijada?
Nem pensar.

Alguns tem a sorte de trabalhar naquilo que gostam de verdade. No caso do Jornalismo, em impresso, rádio, tv, assessoria. Agora além de você ter que escolher a área em que atua, tem que trabalhar muito para conseguir o tão sonhado emprego. E o pior é quando você percebe que não dá pra escolher, que vai ter que ser o que aparecer. Porque o mercado de trabalho não vai te oferecer uma vaga de cada coisa, vai te botar lá e cobrar, e aí é que complica tudo.

O mundo às vezes parece nos impor somente as escolhas, mas isso é totalmente irreal. Já que, depois que se escolhe, ainda se tem que conquistar tudo o que escolheu ter. Se você escolheu ser jornalista, terá que estudar muito e ralar mais ainda pra se tornar um efetivamente.

Se você escolheu comprar um carro, terá que trabalhar e juntar a grana para isso. Toda escolha que fazemos implica numa série de outras pequenas escolhas que podem, ou não, nos levar ao objetivo pré-estabelecido. E isso acaba assustando em vários aspectos, afinal mesmo que você queira algo, não quer dizer que você o terá realmente.

A vida, afinal, não é somente feita de escolhas, mas também de conquistas. O que esperamos é conquistar o máximo de escolhas que fizermos, pra que num futuro, muitas vezes, bem próximo, não haja a frustração. Por isso, deveríamos saber escolher.
Mas isso já é assunto pra outra conversa.

p.s: Apesar de ser atrasadinho, desejo a todos um ÓTIMO Ano-Novo, cheio de coisas boas. Que todos vocês conquistem aquilo que desejam. E se algo não correr bem, lembrem-se que assim como 2008, 2009 também vai passar mais rápido do que parece. Muita saúde, paz, dinheiro. Tudo de melhor, pessoal. E pro meu blog, desejo que continue funcionando. Obrigada por todos que insistem em ler essas coisas que escrevo e que, com certeza, me fazem desenvolver meus textos. Valeu demais.! ;*
p.s2: Tenho que me lembrar de escrever sobre a aprovação da mudança ortográfica na língua portuguesa. *como pude esquecer, droga*. Fica pra próxima, prometo. ;}

3 comentários:

Péricles Carvalho disse...

sonhos, idealismo, escolhas, lutas, fracassos, frustrações... hehe! Sabe que tudo isso tb passa pela minha cabeça sempre - será que eu estou no curso certo? ... nao pareço ter muita sorte com essa profissao que escolhi, hehe, mas aprendi a ver que essa escolha nao deve ser vista como definitiva - sei lá - tenho a vida pela frente - daqui a pouco posso até ir pro mestrado, ou entao começar outro curso, pq nao?!


...mas o que me alegra é que posso olhar pra frente com esperanças de um futuro melhor. Grandes mudanças estão acontecendo na minha vida, e ao certo, esse ano vai ser diferente na faculdade, nas minhas escolhas e prioridades. E que a vida me mostre o caminho!!!


bjO

Túlio Moreira disse...

"além do mais, sair de Goiânia... putz, vale demais."

hehehe

gostei mto da imagem q vc escolheu, dos dois trilhos, dois caminhos, e a gente sempre se perguntando o q será do nosso futuro...

mas nas férias eu to numa fase meio "deixa a vida me levar"... depois começa o semestre novamente, a gente tentando não olhar pras deficiências da faculdade (...), tentando gostar do curso... vamos ver onde vai dar né?

bjão e saudade de vc!
o//

Larissa disse...

Uma semana que passou rápido pra você mas foi longa pra mim, ok?

Postar um comentário

 
;