31 janeiro, 2009

Estréia segunda

Meu novo blog de ficção começa a funcionar oficialmente na segunda-feira, e da mesma forma será atualizado todas as segundas. Ele está pronto para receber as histórias e, claro, os comentários de quem decidir acompanhar a trajetória dessa garota observadora e relatora, como ela mesma costuma se denominar. História de Segunda não será um diário-online, afinal não pretende contar histórias das quais a própria personagem é a pivô. O objetivo é contar histórias de outras pessoas, e apesar de ser em nome dela, já deixo-os de sobreaviso que talvez vocês se deparem com histórias conhecidas. Afinal, a linha que separa realidade e ficção sempre foi tênue. Com o passar da publicação dos textos a personagem vai tornar-se conhecida de todos. Não vou nomeá-la, afinal ela é bem mais do que um simples nome pode delimitar. Espero que vocês acabem encontrando pontos em comum com ela.

No mais é isso aí, pessoal. Com vocês...


Divirtam-se. ;*

Perfume de Mulher (trailer)

Após receber várias recomendações para assistir ao filme, devido à linda cena de tango que possui, decidi juntar-me a uma amiga e assistir Perfume de Mulher. Minhas conclusões sobre o filme certamente não serão as esperadas. Al Pacino é o protagonista da história que trata de fascínio, amargura e vida.


[Famosa cena do Tango]

O Coronel-reformado Frank Slade ficou cego depois de brincar de malabarismo com granadas e acidentalmente retirar o pino de segurança de uma delas. Após o incidente ele aposenta-se e passa a morar com a sobrinha e sua família. Ele vive uma vida praticamente reclusa, mas no final de semana de Ação de Graças ele encontra a oportunidade perfeita para corrigir sua vida, a seu modo, claro.
Um rapaz, interpretado por Chris O'Donnell, é contratado para tomar conta do Tio Frank enquanto a família viaja para a casa de parentes. Entretanto, Charlie, que está enfrentanto uma 'crise' no colégio em que estuda, mal sabe o que o espera ao lado de Slade. O Coronel decide viajar para New York e lá gastar toda sua poupança de militar-reformado executando alguns passos de felicidade antes de suicidar-se em uma suíte de hotel.

[Frank Slade e Charlie Simms/Al Pacino e Chris O'Donnell]
O filme é bem tedioso, pra mim pelo menos o foi, até a metade, devo dizer. A partir da cena do tango, executada de belíssima maneira, o filme torna-se mais agradável. Além do mais, há algumas cenas que valem muito a pena serem vistas. Francamente, o filme é uma referência, e eu não em arrependo de ter assistido. Aventure-se a encarar a insanidade do mestre Al Pacino, na pele de Frank Slade.

3 comentários:

Lucas disse...

Rá! Quê isso? Que honra! ''Após receber várias recomendações para assistir ao filme...'', espero que não a tenha cansado com a insistência. Puxa, gostei. Depois eu tento me lembrar de outros ''assistíveis''. Beijo Jú!

Dana Malua disse...

Já estou lá, lendo seu outro blog =D
Juuuhhh! As aulas precisam começar logo, e eu preciso pegar aula com você!

Acredita que o ar condicionado estragou?!
Ele ainda funciona, mas alaga a sala toda a tarde... uma loucuraaa!

hohohoho
beeeijo!

Dana Malua disse...

Oy, voltei!
COMOFAS a mocinha não permitir comentários u____u
e meu feedback, onde fica?!

Postar um comentário

 
;