25 maio, 2010

Apatia



Eu odeio o fato de não sentir nada.

De não conseguir sentir afeição nem pelas pessoas que, corajosamente, me suportam todos os dias e aguentam minhas crises há 20 anos.

Odeio como eu consigo estragar tudo de bom que acontece, pelo simples fato de querer desesperadamente sentir alguma coisa, mesmo que seja remorso.
Odeio como faço todos sofrerem e me odiarem por não sentir remorso pelas minhas palavras e reações amargas.
Odeio o fato de como sou falsa com as pessoas quando não quero expor minhas dificuldades.

De como fujo e deixo a bomba nas mãos dos outros. E também da habilidade que tenho de fazer o jogo virar e tornar os outros culpados, enquanto a recíproca é que é a verdadeira.

apatia 
(grego apátheia, insensibilidade, apatia)
s. f.
1. Falta de energia.
2. Indiferença.
3. Indolência.

Engraçado como algumas definições aplicam-se tão bem a certas fases que experimentamos na vida. Ainda bem que não passam de fases e que, de acordo com a própria definição, não duram eternamente.

-beijotchau;*

10 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Entender é o caminho sempre.

------------------------------

A fase do ódio sempre é a mais intensa. Aproveite, todo mundo tem a sua porção apática.

até mais.

Jota Cê

Caty Fairy disse...

Eu devo ser a pessoa mais apática rs...sinto indiferença por quase tudo e todos! Mas não há de ser nada mais que uma fase.
Beijo!
http://www.catyfairy.blogspot.com/

tony disse...

Não sentir nada já é sentir alguma coisa. Indiferença seria sequer pensar [quiçá escrever] sobre isso =)...

Somos todos difíceis em algum[s] de nossos lados. Simplificar, ou nos aguentar, só cabe a nós tbm [até porque, doladelá, sempre há alguem tão ou mais complicado]. O resto é o resto ;)

ah, do [excelente!] post anterior: de pleno acordo. Amor é nossa melhor forma de ver: enxergamos tão bem que passamos a ver a nós mesmos refletidos [e refletindo] noutra pessoa. E só queremos [hmmm, temos] o mesmo em retribuição. Qualquer coisa diferente disso é de apego pra menos... paixão é da vida, as vezes a gente nem percebe, mas está lá, gamadão por algo / alguém. E, seja a lamentar ou a agradecer estamos cá, vivendo.


ótimo restim de semana!

João disse...

"Calma, Luigi, isso é apenas uma fase" - Super Mario

(eu sei, eu sei, não ajuda em nada, mas apatia é normal...se achar que realmente não consegue sentir mais nada alugue, não sei, Simples como Amar e veja como você vai se sentir depois)

Carlinha disse...

Que bom que é só uma fase... e vai passar pra vir uma melhor!
Acho que em alguns casos é até necessário ser indiferente, mas cuidado pra não acabar magoando aqueles que realmente gostam de vc!

boa sorte!

Marina disse...

Eu estou, aos poucos, gostando de ser indiferente a certas coisas/pessoas.
O lado bom é que algumas coisas não te atingem e você sai ilesa. Mas talvez seja bom se ferir de vez enquando, né...?!

Beijos

tony disse...

Psé, 7 belo pertence a uma categoria separada de balas, existe ela, e o resto. [Onde, vá lá, podemos reservar 2 degraus: 1 para Dadinho, e outro as Butter Toffes].

Ah, e que delícia de conto o "Contrato de Casamento"... a repetição dos nomes do casal permite uma condução da leitura ainda mais intensa. Te prende no texto por completo :)... pena que no mundão a fora tem gente que costuma desfazer este contrato por "muito menos", não?

[obrigado pela visita!] inté ;)!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Ju,

O cabra gamou, fazer o quê, né?ahahaha

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

pequena disse...

é isso mesmoamiga, por mais que um momento ou situação seja ruim, ela passa rs inda bem né... se for bom a gente lembra com saudade e se for ruim aprendemos com os erros ou esquecemos de fato rss

obrigada pela força viu flor! bjim e bom fim de semana!

Kakau4ever disse...

Engraçado como tem pessoas que se encaixam perfeitamente na descrição né? E muitas vezes são fases e em outras não.
amay o post amiga. Mandou mt bem bjokss

Postar um comentário

 
;