04 setembro, 2009

Descubra-O!



 Reflexão crítica sobre o best-seller A Cabana, de William P. Young. 
Para ler ouvindo Novo Tom! AQUI.

[Imagem tirada do site oficial de A Cabana - The Shack Book]

A mesma linha narrativa que David W. Griffith adaptou da literatura inglesa, por meio dos contos literários de Charles Dickens do século 19, para o cinema que ficou conhecido como clássico, é a que está presente até hoje e que prende milhares de leitores todos os anos aos chamados best-sellers. Esta foi uma das impressões fortes que permeou a leitura que fiz de A Cabana, de William Paul Young, que ocupou o primeiro lugar da lista dos livros mais vendidos do The New York Times. E não desmerecidamente, já que a leitura fez-se singular em toda minha experiência literária *e não digo que seja grande ou boa o suficiente* até hoje.

Contudo, não foi tal desenvoltura literária, ou a presença de uma narrativa tão saborosa e atraente que nos conduz a cada página, que voltou minha atenção para este livro, mas a possibilidade de ver algo além do que os olhos enxergam usualmente. A Cabana foi uma experiência deliciosa do início ao fim, apesar de trazer um tema ao qual já estamos acostumados a ter uma série de pré-conceitos e valores e que o tornam indiscutível, Deus. Admito que a história de Mack Allen fez-me repensar muito daquilo que eu imaginava compreender e/ou conhecer.

[Imagem retirada do OverMundo - Autoria: Saulo Schunk]
O livro narra a história de um homem que, num dado momento de extrema dificuldade emocional, devido a uma série de acontecimentos, encontra-se com o Criador, literalmente. Entretanto, diferentemente do que nos acostumamos a ouvir e/ou pensar, essa história não se pretende uma convertedora *sim! essa palavra existe. eu pesquisei* de novas almas, tampouco tenta levá-las até a igreja mais próxima. Na verdade, é uma viagem de conhecimento a Papai.

Render-se à Cabana, afinal, é uma escolha, como todas nossas atitudes são e todos os aspectos de nossas vidas implicam. No final, é como o que Griffith conseguiu fazer com que o cinema captasse da literatura: um turbilhão de dúvidas e questionamentos invadem nossa mente, fazendo-nos repensar... repensar nossos conceitos e valores; repensar a forma como encaramos Àquele que nos criou *ok, eu aceito se você não acredita. me aceite também*; e, principalmente, repensar nosso relacionamento com Ele e todos que nos cercam.

[Imagem pesquisada por meio do Google]

Faço um convite à leitura! Se você acredita ou não, leia! Se você vê Deus como um velhinho ranzinza e de barbas brancas, leia! Se você não sabe o que pensar a respeito dEle, leia! Se você ama sua religião, ou se detesta todo tipo de dogma, leia! Afinal, paradigmas foram feitos para serem quebrados. Quer saber?! Quando terminei de ler, após 4 dias de leitura insaciável *sou fanática, lembram?! devoradora de livros*, cheguei à conclusão de que não sou cristã; sou apenas filha! Descubra A Cabana!

-beijoencontre-se;*

14 comentários:

pequena disse...

Hummmm comecei a ler esse livro na casa de uma amiga rss vou pedir emprestado a ela pq se vc diz que é bom miga eu tenho certeza que vale a pena rss

bjocas flor! Andei sumidinha esses dias pq meu trabalho tem me consumido como eu te expliquei né miga, mas to de volta viu? tem até post novo lá no blog rsss


bjocas

Caty disse...

Oi Ju,
Vou quase todo dia na Fnac, Livraria Cultura e Saraiva e vejo esse livro em posição de destaque. Li a sinopse e não me interessei pois achei que era uma história pós-assassinato rs, mas com esse post, fiquei super curiosa e querendo ler. Você me convenceu!
Ah, fiquei feliz com seu comentário, sabe porquê? Pq leio seu blog há um tempinho já, assino o RSS, mas nunca comentei, sou aquela leitora silenciosa, invisível rs.
Beijo!
Caty

Karol disse...

Parecem ser bons... e eu ainda quero TEEEEEEEMPO pra terminar de ler lua nova, o que eu faço ein? :'(

bjooos

Cristin disse...

Meninaaaaa.....vc escreve mto bem!!!
Tem um jeitinho todo seu...mto singular...;P
Com erteza esse livro estará na minha lista,gosto mto de ler mas o tempo que tenho é mto pouco,ando demorando tanto pra terminar meus livros...afff!
Bjus lind@

Fernanda disse...

OLÁ! passeando na net,achei seu blog!
Gostei desse post,vou procurar o livro pra ler ja tinham me falado antes dele q era bom tenho q ler agora!
bjos

Káh.Kau disse...

fiquei super interessada nesse livro...e já sabe pq ne...vou ver se acho pra baixar...
e amei aquela parte que vc disse: "eu aceito se vc nao acredita, me aceite também..." bjoks ju e amei as dicas de musica q me deu hj.

Káh.Kau disse...

ah ju amei a musica que colocou novo tom, tb gosto dela cantando pelo ton carfi, linda!
e já baixei o livro e te digo conforme vou lendo, vou até deixar o outro de lado e ver esse, fiquei mto curiosa.

Péricles Carvalho disse...

quero ler A cabana ainda esse ano! to terminando o livro de entrevistas da RS (pós perro) e vou começar 101 dias em bagdá!

zé disse...

ei! legal! Vou tentar ler o livro!Sempre bom pensar sobre esses assuntos

bjos moça

*Vany* disse...

Amiga...estou doida pra ler este livro..está na minha estante do skoob q será o próximo q está na fila pra eu ler.....amay o post...bjokas amoreee!

Say disse...

Vc acaba de tirar minhas duvidas com relação a comprar ou nao esse livro.
Sabia que tinha virado um best seller, daí fui ler a simopse, mas não gostei mto, achei que fosse algo como vc disse, pra converter ou algo do tipo...mas agora fikei curiosa de novo, acho q vou incluí-lo na minha lista de livros pra ler novamente.
^3^~~~

Bruna disse...

Minha mãe começou a ler esse livro, mas não terminou ainda. Assim que ela terminar eu quero ler, amei a sinopse dele. Parece ser llindo!

Bruno Rodrigues disse...

Oi Ju,
Aqui em ksa eu tenho o Livro mais nunca tive paciêcia para sentar e dar aquele tempo para ler aquele livro sem pensar em fazer mais nada só ler. Vc me conhece e sabe que nao gosto muito de ler e nem tenho muita pa paciencia para ler. Mais vou tentar ao maximo ler este livro pois me deixou muito curioso.
Beijo me liga!!rsrsrs =]

Lisandro Nogueira disse...

Juliana,

Grifffith e a Cabana? Bom...

Lisandro

Postar um comentário

 
;