29 maio, 2011

Jeans












Tomou seu banho, como de costume, e lavou os cabelos com o shampoo novo que comprara na véspera.
Uma brisa inconveniente a incomodou antes de se enrolar na toalha fofinha dependurada no cabideiro fora do box. Escovou os dentes, penteou os cabelos, maquiou os olhos e as bochechas. Toda perfumosa, pegou aquele jeans velho no armário. A dança começava. Pulou de um lado para o outro. Sentou na cama, puxando o tecido já desbotado da calça. Rebolou algumas vezes, enquanto ajustava à cintura, antes de abotoá-la e deslizar o zíper. Deu-se por satisfeita. Jogou a regata favorita sobre o colo e se admirou no espelho lúcido: feia. Arrancou o jeans. Jogou um vestidinho sobre o corpo e bagunçou os fios. Alcançando as chaves sobre o criado, deu as costas para o espelho aborrecido. Saiu leve: linda.

-beijosdacarochinha;*

6 comentários:

João disse...

Sabe aquela demagogia das pessoas parecerem mais bonitas quando se sentem mais bonitas? Nem é tão demagogia assim.

evelin disse...

concordo com o colega acima. embora ainda seja fraca o suficiente pra estabelecer um vicioso amor barroco com o espelho.

Arthur Neto disse...

hahhaa.. gosto desses textos seus, Jú..
beeeijo! :*

Carlinha disse...

Oi júu, que bom que você não fez a gente esperar tanto dessa vez!!
Foi a roupa que fez a beleza aparecer no espelho ou a diferente a percepção si mesma?!! incrível isso...

pequena disse...

kkkkkkkkkkkkkkk Amei e já vivi esse tipo de situação rssss

te adoro miga e não desiste do blog viu? rsss

xerim

Lorena Dana disse...

Adorei o texto!

Postar um comentário

 
;