07 outubro, 2008

Descobertas

Descobri que eu sou muito mais forte do que pensava. Descobri que a vida não deixa espaço pra gente, e que quando a gente escolhe esquecer algo, ou alguém, é difícil, porque esse tal não quer ir embora. *tá parecendo que é romance, mas não é, ok* Descobri também que quando a gente resolve fazer algo deve sempre consultar os amigos. Tomar decisões sozinhos, às vezes, não é a melhor opção. Descobri que a vida é uma caixinha de surpresas, e quando você menos espera, aquela coisa perdida no tempo ressuscita de uma maneira não tão agradável. Descobri que é melhor você fazer as coisas com calma, e que no momento da raiva não adianta tentar resolver problema algum. Descobri que eu também sou de carne e osso, e que muitas vezes não vou expor o melhor de mim, mas descobri que posso ter mais calma em alguns momentos pra poder agir corretamente.

Talvez hoje, eu não tenha alcançado o máximo de mim. Mas posso dizer que já alcancei muita coisa, tendo em vista que às vezes o tiro saiu pela culatra.

O melhor mesmo é conservar as amizades que te fazem bem, e sinceramente, eu tenho várias. As outras... piff, a gente descarta. Afinal ninguém precisa de gente ruim por perto. Mas não descarta de qualquer maneira, não. Primeiro é preciso deixar tudo para trás e esquecer que qualquer coisa ruim tenha acontecido, e assim, se libertar de tudo, para que todos possam ser felizes, cada qual em seu lugar *claro*. No fim, é só esperar que enfim, tudo dê certo. Na verdade, é o que sempre faço.

p.s: Esse veio de dentro, literalmente.
p.s2: Que bom que nestes tempos tecnológicos em que estamos é também possível receber abraços virtuais. *thancks, babies, luv u, dears*

3 comentários:

Paula Falcão disse...

Amoura?? Que te sucedes??

Viu dar-te um abraço de urso agora!
Amnhã faço de verdade!

Espero que esteja bem!

;*

Péricles Carvalho disse...

é tão bom saber que a vida é uma sucessão de aprendizados! cada dia que passa sabemos mais, conhecemos mais, agimos diferentemente - nos domamos!

amigos, familia e circinstancias se tornam nao só desafios, como tb grandes lições!


bjao madrinha - e é claro UM ABRAÇÃO!

Dana Malua disse...

Ju, eu te admiro tanto... pq vc não sofre com romances!

Postar um comentário

 
;