29 outubro, 2010

Inconveniência


Inconveniência me irrita. Sempre irritou. Pessoas que não sabem bem quando sustentar um momento de silêncio ou permitir que certa situação desenvolva-se sozinha. Mas, não é só quando há pessimismo.
A tal da inconveniência positiva é pior ainda. Do estilo "vai dar tudo certo!" ou "estou torcendo por você". Não que apoio seja ruim, mas tem gente que calada é bem melhor, vamos combinar (ouch!).

Tudo porque essas pessoas não sabem onde termina sua liberdade e começa a do outro. É claro que sou a favor da livre expressão, desde que esta não interfira na minha própria liberdade. Por esse motivo quando começo a ver gente demais metendo o bedelho onde não é chamado, logo me afasto e peço muita paciência a Deus...

Toda família costuma ter um bom exemplo de inconveniência. Às vezes, é um primo que bebe mais do que pode e parte para os comentários infames. Às vezes, é um tio que não entende o significado de privacidade e que não cansa de futricar em tudo o que há na casa. Às vezes, é a sua tia que precisa de atenção excessiva e acha que pode falar o que quiser e quando quiser.

Inconveniência é desagradável.

O chato é que a pessoa nunca percebe o quão chata é, persistindo com as situações, em geral, embaraçosas para todos. Bem dizia Sócrates: "sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância". Por que insistir em uma postura tão incômoda? O que falta a pessoas com esse tipo de comportamente é aquilo que podemos chamar de simancol. Mas, nem sempre é fácil dar dicas de como a pessoa deveria proceder, etc.

E vou mais longe, no livro de Provérbios 17:28 está escrito: "Até um tolo pode passar por sábio e inteligente se ficar calado". Isso quer dizer que, quando não se tem nada a dizer, o silêncio é a melhor opção. Até mesmo porque, "você terá que aguentar as consequências de tudo aquilo o que disser" (Pv 18:20).

-beijosconvenientes;*

p.s: eu acho que ficou meio revoltado esse texto, né? ._. shame on me! paciência, escrevi em abril.

9 comentários:

tony disse...

essa foto de "venha participar da premiação do troféu joinha 20xx" é fantástica, sério.

Parentes de segundo grau e conveniência são coisas que naturalmente não combinam. Tanto não que, na inconveniência dos parentes, tornamo-nos convenientes e coniventes em apenas aceitar isso, sem dar um toque, do mais sutil à conversa mais sincera, sobre seja lá qual defeito que, como cada um de nós, a pessoa possui. Já que só a ignorância é infinita, vale a tentativa de tornar finitos alguns gestos, algumas posturas. Se não cola na pessoa, ao menos fica o aprendizado. Ou cultivamos essa "arte" do silêncio [que é 1 pedaço da 'arte' da paciência], que você ilustrou muito bem com duas passagens da Bíblia =).

É um texto sincero. E sinceridade faz bem.
ótimo findes, beijos!

Gabriela Araújo disse...

Ameei seu blog, e o texto está muito bom! Pode até ser um pouco revoltado (haha) mas quando escrevemos sobre o que sentimos é que o texto fica realmente bom! Parabéns ;*

Carlinha disse...

Eii, júu!!
inconveniência é mesmo um problema!
não tem problema a revolta!! =P

Say disse...

Revoltado, pode até estar, mas vamos combinar que certos tipos de atitudes irritam mesmo -_-'

Lorena Dana disse...

Por um lado está a incoveniência, mas por outro está a intolerância. Tem coisa pior do que gente que acha todo mundo inconveniente?!

pequena disse...

ei ta miga nem me fale que eu trabalho com uma pessoa assim e é o fim da picada! A gente acaba sendo grossa sem querer porque já não tem paciência rsss

bjocas pra vc minha miga flor e boa semana tá? rs

xerim

João disse...

Eu tenho uma tendência a tentar ver também o lado da pessoa que está sendo inconveniente e várias vezes faz isso sem querer ou como uma forma mal planejada de demonstrar simpatia ou afeto. Aí, quando ela se toca que estava sendo vista como inconveniente o que sobra é possivelmente vergonha e aquela vontade de não sair mais de casa por um tempinho.

Não que nada disso a torne menos chata, claro.

Sobre saber ficar quieto eu realmente não sou a melhor pessoa pra falar.

Desi disse...

Olha quem apareceu por aqui :)
Foi quase um desabafo, talvez.
Faço das tuas, minhas palavras neste momento.

beijinhos, Ju!

Say disse...

"aparência tão deliciosa "
Como vc é gentil Ju hahaha, mas obrigada, fico feliz que tenha gostado, qdo fizer a cartola me diz o que achou =]

Bisou
=*

Postar um comentário

 
;